Oficinas

Oficina 1

Paisagem Metropolitana: (re)apropriações no Eixo Sudoeste em Brasília

Entende-se paisagem como síntese entre natureza e cultura, entre in visu e in situ, que, de alguma forma, sintetiza a indissociabilidade entre arquitetura e urbanismo. Funda-se no conhecimento analítico, interdisciplinar e propositivo da produção e apropriação da paisagem, cidade e território para investigar as discussões sobre modernidade, civilidade e reconhecimento cultural. Pretende-se elaborar e construir estudos etnográficos em estudos de caso selecionados.

Palavras-chave: uso e apropriação, modernidade, patrimônio e reconhecimento cultural, paisagem.

Oficina 2

EPTG: Articulando a Paisagem Fragmentada

Entende-se paisagem como síntese entre natureza e cultura, entre in visu e in situ, que, de alguma forma, sintetiza a indissociabilidade entre arquitetura e urbanismo. Funda-se no conhecimento analítico, interdisciplinar e propositivo da produção e apropriação da paisagem, cidade e território para investigar as discussões sobre modernidade, civilidade e reconhecimento cultural. Pretende-se elaborar e construir estudos etnográficos em estudos de caso selecionados.

Palavras-chave: uso e apropriação, modernidade, patrimônio e reconhecimento cultural, paisagem.

Oficina 3

Brasília 50 + 50

Entende-se paisagem como síntese entre natureza e cultura, entre in visu e in situ, que, de alguma forma, sintetiza a indissociabilidade entre arquitetura e urbanismo. Funda-se no conhecimento analítico, interdisciplinar e propositivo da produção e apropriação da paisagem, cidade e território para investigar as discussões sobre modernidade, civilidade e reconhecimento cultural. Pretende-se elaborar e construir estudos etnográficos em estudos de caso selecionados.

Palavras-chave: uso e apropriação, modernidade, patrimônio e reconhecimento cultural, paisagem.

Please reload