Iniciação Científica

Aragarças no Brasil Central: modernismo pré-Brasília

Ricardo Trevisan

Este trabalho de iniciação científica, que faz parte de um extenso estudo sobre cidades novas construídas no Brasil Republicano, trata sobre a construção da cidade de Aragarças (GO), fundada no ano de 1943 pela Fundação Brasil Central (FBC). Aragarças, do ponto de vista da arquitetura e do urbanismo, será colocada como um dos marcos da origem do modernismo brasileiro, que mais tarde culminariam na construção de Brasília (1957).

(Re)configurações do vazio moderno na paisagem urbana de Brasília: estudos na área de Taguatinga

Luiza Coimbra de Oliveira

Luciana Saboia

O projeto de pesquisa tem como objetivo avaliar instrumentos urbanísticos existentes e ressignificar os espaços vazios, característicos da configuração urbana e territorial do Distrito Federal, a fim de construir novos procedimentos metodológicos com ênfase na paisagem como elemento fundamental de estruturação do planejamento territorial do DF. O enfoque da pesquisa é no eixo de crescimento urbano da EPTG, com ênfase na área de Taguatinga.

Dispersão Urbana, Planejamento e Transformação da Paisagem por um novo Vetor de Crescimento Urbano: do DF à Cidade Ocidental

Andressa Melo Rodrigues

Carolina Pescatori

A pesquisa tratou do eixo de urbanização centro-sul de Brasília e buscou compreender as transformações ocorridas na porção final deste mesmo eixo, abrangendo o bairro Jardim ABC e condomínios de loteamento fechado das adjacências. Para tanto, mediante pesquisa bibliográfica e documental, refletiu-se sobre as dinâmicas de dispersão urbana e estratégias do planejamento urbano na região sob a ótica estética e simbólica, acerca das descontinuidades do território e seu papel como ente ativo do processo de urbanização. 

Please reload